Na madrugada deste domingo (15), faleceu o cantor português Roberto Leal, após uma luta difícil que ele vinha tendo contra o câncer.

Antonio Joaquim Fernandes, conhecido como Roberto Leal, tinha 67 anos de idade. Segundo informações de sua assessoria de imprensa, o artista estava internado desde a última terça-feira (10) no hospital Samaritano, em São Paulo.

Numa entrevista ao programa "Sensacional" da RedeTV!, em fevereiro deste ano, o português comentou que os problemas de saúde começaram quando surgiu uma hérnia de disco.

A dor era insuportável e acabou afetando a coluna e outros membros do corpo. Em decorrência de possuir uma pele bem clara, Roberto Leal descobriu através de exames que tinha cancro de pele. Ele foi submetido a algumas cirurgias e sessões de radioterapia.

Nesse momento, começaram a aparecer mais problemas de saúde. A radioterapia causou cataratas. Ele acabou perdendo parte da visão do olho direito.

Em certo tom de desabafo na entrevista à RedeTV!, Roberto Leal disse que percebia que as pessoas iam visitá-lo no hospital e saíam de lá com pensamentos de que ele não sairia dessa. Para ele, ninguém podia esconder isso dele.

Período difícil

O cantor estava fazendo o tratamento, mas acabou passando por um momento bem complicado, talvez o mais difícil da doença. Ele sofreu uma infecção hospitalar. Isso acabou o impossibilitando de andar e precisava de ajuda até para as coisas essenciais, como tomar banho.

Roberto Leal havia falado ao programa "Você na TV", da emissora portuguesa TVI, em janeiro deste ano, que a dor era tanta que ele, num determinado momento, chorou de tristeza no banho e viu pela primeira vez o semblante de preocupação em seu médico.

Entretanto, o artista sempre demonstrou muita garra e não parou de cantar. Algumas vezes, ele era levado de cadeira de rodas ao palco.

À agência Lusa, José Luis Carneiro, secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, disse que a morte de Leal era uma perda profunda para a comunidade portuguesa e também para todos os brasileiros.

O cantor era muito requisitado em shows e tinha muitos fãs.

Segundo Carneiro, em uma conversa que teve com Leal, ele identificou que o cantor sofreu muitos preconceitos quando chegou ainda criança ao Brasil. No entanto, ele conseguiu se impôr. Ele ganhou o respeito de todos e virou um símbolo de admiração para os portugueses. Muitas pessoas se inspiravam nas conquistas dele para poder vencer obstáculos da vida.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo e assista ao vídeo