Quando chegou ao Fluminense para substituir Fernando Diniz, Oswaldo de Oliveira escalou Paulo Henrique Ganso como segundo volante e o camisa 10 não vinha apresentando bom rendimento. No último domingo, o treinador resolveu colocá-lo adiantado e, além de marcar o gol da vitória, o meia teve um bom rendimento, sendo aplaudido pelos tricolores que foram ao Mané Garrincha, em Brasília, para ver o 1 a 0 da agremiação das Laranjeiras sobre o Corinthians, em partida da última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

A nova posição também agradou ao atleta. Em entrevista concedida na zona mista do Mané Garrincha, Ganso não escondeu o contentamento pela maior liberdade dentro de campo.

"Joguei um pouquinho mais avançado pela direita. Oswaldo me deu total liberdade com a bola. Pude me movimentar pelo meio. Ter um cara a mais ali no meio dificultou o trabalho deles. Foi bem tranquilo", explicou o apoiador.

Oswaldo também elogiou a forma de como o Fluminense atuou no novo esquema.

Segundo o treinador, a equipe pode crescer ainda mais ao longo dos jogos.

"Poderia ser ainda melhor, e tenho certeza que vai melhorar. Fizemos apenas um treinamento. Precisei passar a eles muitas informações teóricas, mas eles foram muito atentos, disciplinados e cumpriram com o necessário para vencermos o jogo. Todos se sacrificaram muito", explicou o comandante.

Oswaldo revela promessa de Mário sobre mandos de campo

Apesar do resultado positivo, a torcida do Fluminense reprovou a decisão da diretoria de, ao invés do Maracanã, fazer o time, por questões financeiras, ter exercido o seu mando de campo diante do Corinthians no Mané Garrincha, em Brasília.

Durante a entrevista coletiva após a partida do último domingo, no Distrito Federal, o técnico tricolor Oswaldo de Oliveira, tranquilizou os tricolores. Segundo ele, em conversa privada, o presidente do clube, Mário Bittencourt, fez questão de assegurar que essa situação não acontecerá novamente até o fim do Campeonato Brasileiro.

“Jogarmos no Rio pela logística, pela presença da torcida tricolor, é muito importante.

Não vamos ter daqui até o final do campeonato situação semelhante. Isso beneficia muito o Fluminense”, disse o comandante.

No seu próximo desafio como mandante, o Flu, no dia 26 de setembro, às 21 horas, receberá, no Maracanã, o Santos. Antes, no domingo que vem, irá ao Serra Dourada para encarar, a partir das 19 horas (de Brasília), o Goiás.

Ao vencer o Corinthians no Mané Garrincha, o Tricolor chegou os 18 pontos, ultrapassou o Cruzeiro, subindo para o 16º lugar na classificação e encerrou o primeiro turno do Brasileirão fora da zona das quatro equipes que, em 2020, disputarão a Série B.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo e assista ao vídeo