Cinco vezes em que times foram eliminados de forma traumática

Internacional, Flamengo, Corinthians, Palmeiras e Atlético Mineiro já sofreram nas mãos de times modestos.

Anúncio

Ser eliminado de uma competição importante não é novidade para nenhum time. No entanto, algumas delas são tão traumáticas pela forma que ocorreram –ou pela tradição do adversário– que mesmo após muitos anos seguem sendo motivos de piadas por parte dos torcedores rivais

1

2002 – Palmeiras x ASA

A eliminação para o modesto ASA de Arapiraca, ainda na primeira fase, é um dos maiores vexames do Palmeiras na Copa do Brasil. No jogo de ida, o Verdão perdeu por 1 a 0, nada que não pudesse ser revertido em São Paulo. A vitória no antigo Parque Antarctica até veio, por 2 a 1, mas esse gol marcado fora de casa foi determinante para a queda, que foi apenas um presságio do pior que estava por vir no fim do ano, quando a equipe sofreu seu primeiro rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

2

2008 – Flamengo x América do México

Um ano antes de ser campeão brasileiro, o Flamengo estava envolvido na Copa Libertadores e o adversário nas oitavas de final era o América do México. E o caminho para a vaga nas quartas parecia bem encaminhado, ainda mais após a vitória fora de casa por 4 a 2, porém, o Rubro-Negro não contava com Salvador Cabanãs. O paraguaio marcou dois dos três gols da vitória por 3 a 0, em pleno Maracanã, resultado que despachou o time brasileiro.

3

2010 – Internacional x Mazembe

Bicampeão da Copa Libertadores, o Internacional chegou com moral para o Mundial de Clubes de 2010. A grande expectativa era pegar a xará italiana na decisão, porém, havia um Mazembe no meio do caminho. O time da República Democrática do Congo venceu por 2 a 0 e a derrota é até hoje movido de piadas dos adversários, principalmente por parte dos gremistas.

Advertisement
Anúncio
4

2011 – Corinthians x Tolima

Talvez nem mesmo as duas eliminações seguidas para o rival Palmeiras foi tão traumática para o Corinthians quanto a queda na Pré-Libertadores para o estão desconhecido Tolima, da Colômbia, em 2011. A derrota provocou mudanças profundas no elenco, e a partir dali o clube iniciou sua era mais vitoriosa, conquistando o Brasileirão naquele mesmo ano, e a Libertadores e o Mundial de 2012.

Advertisement
5

2013 – Atlético Mineiro x Raja Casablanca

Três anos depois do vexame Colorado, foi a vez do Atlético Mineiro, que contava com Ronaldinho Gaúcho, sofrer com uma equipe africana na semifinal do Mundial de Clubes. O carrasco da vez foi o Raja Casablanca, que fez valer o fator de jogar em seu país para fazer 3 a 1 em cima do Galo e escrever uma das mais amargas páginas da história atleticana.

Clique para ler mais e assistir ao vídeo
Ou então