Na última segunda-feira (10), uma menina de 10 anos foi levada pelo padrasto em Cabo de Santo Agostinho, Grande Recife. A Polícia Civil informou que o homem foi encontrado morto e que a garota segue desaparecida. A corporação também confirmou que o padrasto sequestrou a garota após se separar da mãe dela.

Na quarta-feira (12), a família da criança conseguiu falar com o suspeito. No entanto, depois disso, o homem não entrou mais em contato. No dia seguinte, a polícia encontrou o corpo do padrasto e tudo leva a crer que ele se cometeu suicídio.

A garota, Maria Islaine Dantas da Silva, não estava no local e a Polícia segue procurando. Maedja da Silva, de 23 anos e irmã mais velha da criança, contou que a separação aconteceu no sábado passado, dia 8. Na segunda-feira, dia 10, o padrasto disse a todos que ia dar uma volta para tentar encontrar uma casa que pudesse alugar e levou a menina dizendo que deixaria Maria Islaine na escola, como era de costume.

Sem contato, família se desespera

O homem sempre levava a enteada para a escola. No entanto, quando a família ligou para saber se a menina estava bem e se havia chegado na instituição, descobriu que naquele dia não haveria aula. A irmã, desesperada, não tem dúvidas de que o suspeito saiu da cidade com a criança. O homem parou de atender às ligações e mensagens.

Maedja contou que o primeiro contato que a família conseguiu ter com o homem foi na terça-feira (11) através de uma mensagem de texto. Ele garantiu que a menina estava bem e que tinha dado biscoito para ela, porém, não permitiu que a criança conversasse com ninguém. Para a mãe da menina, o homem disse que no dia seguinte ela poderia matar a saudade da filha.

A família chegou a um acordo e o homem disse que devolveria a menina ao meio-dia de quarta-feira (12) porém, ele não cumpriu o que foi prometido. No fim da tarde deste mesmo dia, ele chegou a fazer contato com sua filha mais velha, que informou à família imediatamente.

Para a filha, o homem contou que estava esperando escurecer para levar a criança, o que também não aconteceu. A família esperou ansiosa a noite toda, mas o padrasto não voltou com a garota e, a partir daí, ninguém mais conseguiu estabelecer contato com ele.

A polícia encontrou o corpo do homem na quinta-feira (13) e acredita que ele cometeu suicídio. A instituição agora segue à procura da menina.